Da lua ao sol

Escreva um comentário

Amava a lua, amava o sol

Quando menina, adorava admirar a lua, sua luz branca iluminava a escuridão da noite e desvendava seus mistérios de uma forma tão pura, que ela achou impossível existir algo tão magnífico e apaixonante quanto o que brilhava sobre seus olhos.
 Mas sua devoção se tornou minusculamente perceptível quando anos depois de tanta admiração,ela encontrou uma alma tão iluminada quanto a luz da lua, uma alma ensolarada e calorosa.
Ela se perdeu em devaneios quando passou a desejar desesperadamente ser iluminada por aqueles grandes olhos brilhantes, clamou por ser envolvida pelos raios de seus braços,certamente fazê-lo sorrir seria capaz de queimar seu coração até as cinzas. 
Ela não deixará de amar a lua, sabia que sempre a admiraria, mas agora seu coração havia encontrado a chama que faltava, e ela sabia que a lua como um velho amigo compreenderia, e assim finalmente ela pode se incendiar no lábios de seu amado.  

foto ilustrativa por  Papierpilot

0 comentários:

Postar um comentário